IA pronta para o 6G e melhorar as comunicações

Mesmo todo o mundo ainda dando pequenos passos para a implantação das redes 5G, já existem pessoas que pensam na próxima geração de transmissão de dados, e as mesmas afirmam que a fonte dela está na inteligência artificial.

Segundo os pesquisadores Andrei Stoica e Giuseppe Abreu, da Universidade Jacobs na Alemanha, a IA será o motor de propulsão para as próximas gerações de tecnologias móveis e aplicativos voltados para a inteligência de máquinas. De acordo com eles a Inteligência Artificial terá uma presença marcante no futuro.

“Para aproveitar o verdadeiro poder de tais agentes artificialmente inteligentes, a IA colaborativa é a chave. E pela natureza da sociedade móvel do século 21, fica evidente que isso só poderá ser alcançado por meio de comunicações sem fio”, disseram.

Os avanços necessários, segundo Stoica e Abreu, permitiram a interconexão veloz entre agentes com IA. Isso reflete na coordenação de carros autônomos em grandes cidades que sofram com uma grande quantidade trafego de veículos.

Além de uma otimização da rede, outras aplicações geradas pelo 6G vão incluir o monitoramento e planejamento de mercado financeiro, a otimização de serviços de saúde e a possibilidade de prever e reagir instantaneamente a eventos conforme eles vão acontecendo.

“Essas interações serão primordiais para resolver problemas cujas soluções vão demandar conectividade maciça, grandes volumes de dados e latência ultra baixa – e isso é muito mais do que as redes 5G hoje oferecem”, afirmaram.