Posts

Brasileiros ainda mais conectados

Media, Meios De Comunicação Sociais, Apps, Rede Social

A pesquisa TIC Domicílios, divulgada no final de agosto pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) mostrou que cresceu o número de brasileiros que estão conectados à internet em comparação com o ano passado. Segundo os dados, em 2018 cerca de 67% da população nacional tinha acesso à internet, em 2019 esse número subiu para 70%.

Esse levantamento mostra que 126,9 milhões de pessoas em todo Brasil usam a internet, mas a comparação ganha certa diferença quando comparamos a cidade com a zona rural. Cerca de 74% da população que vive nas zonas urbanas dispõe de conexão com a internet, enquanto 50% das pessoas que vivem na área rural estão conectadas, número que teve aumento, pois alcançava os 44% em 2017 e 49% em 2018.

A empresa ainda mostra que a maior parte das pessoas ainda costumam se conectar por meio dos smartphones, onde 97% da população afirmou em 2018 utilizar para acesso à internet. Por último foi divulgado um ranking que mostra os serviços por aplicativos que as pessoas mais usam por meio da internet.

Na pesquisa quem lidera são os serviços de transporte que contou com 32% dos usuários, seguido pelos serviços de filmes e séries com 28% e aplicativos de comida com 12%.

FONTE: SITE – g1.globo.com.

Certificado Digital para a segurança da Internet das Coisas

Com a Internet das Coisas já sendo uma realidade e, segundo levantamento do grupo Gartner, até o ano que vem já teremos cerca de 20,4 bilhões de objetos interligados à internet, a questão da segurança se faz necessária. Segundo o grupo já estão sendo criados Certificados Digitais que vem com o objetivo de proteger e criar uma rede segura para interação desses objetos, pois quanto maior for a automação desses dispositivos, maior será a necessidade de tornar as redes mais seguras.

A segurança para produtos IoT pede urgência das empresas digitais, para o equilíbrio de benefícios comerciais que os novos produtos conectados podem oferecer, com o reconhecimento de que os mesmos podem se tornar um atrativo para criminosos.

Em relatório da  TechRadar, a empresa afirma que não existe fórmula única de segurança que garanta a proteção a do IoT, mas diz que as tecnologias que vão fornecer essa segurança devem receber um grande investimento nos próximos anos, seja com a ajuda do governo, ou por interesse das próprias empresas.

Anatel abre consulta publica para regras do IoT

Após publicar o Plano Nacional de Internet das Coisas no último dia 26, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), abriu nessa semana uma consulta pública para definir regras com relação a expansão da Internet das Coisas. Segundo o órgão, as sugestões da população devem ser enviadas para análise pelos próximos 45 dias, por meio de carta, ou fax, para à Superintendência de Planejamento e Regulamentação da Anatel ou para o e-mail biblioteca@anatel.gov.br.

O objetivo do órgão é a criação de uma série de meios para fomentar esse tipo de tecnologia no Brasil, além de definir áreas prioritárias para investimentos e criar um órgão consultivo formado por diversos ministérios para avaliar essa implementação.

A Anatel visando a melhoria dessa tecnologia definiu como conceito de Internet da Coisas “a infraestrutura que integra a prestação de serviços de valor adicionado com capacidades de conexão física ou virtual de coisas com dispositivos baseados em tecnologias da informação e comunicação existentes e nas suas evoluções, com interoperabilidade”.

 

FONTE – SITE: epocanegocios.globo.com

Governo lança Plano Nacional de Internet das Coisas

Comunicação, Internet, Internet Das Coisas, Conexão

O governo federal publicou no Diário Oficial da união do dia 26 de junho o decreto que institui o Plano Nacional de Internet das Coisas e a criação da Câmara de Gestão e Acompanhamento do Desenvolvimento de Sistemas de Comunicação Máquina a Máquina e Internet das Coisas (Câmara IoT). No texto IoT é descrito como um “sistema de comunicação maquina a maquina” ficando de fora apenas as maquinas de cartão de crédito e debito.

De acordo com o texto, o decreto servirá para transmitir dados a aplicações remotas com o objetivo de monitorar, medir e controlar o próprio dispositivo, o ambiente ao seu redor ou sistemas de dados a ele conectados através da internet. O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações afirmou que o objetivo do plano é melhorar a qualidade de vida, aumentar a eficiência, gerar empregos, aumentar a produtividade além fomentar a competitividade de empresas brasileiras, e buscar parcerias entre os setores público e privado.

Governo abre consulta pública sobre 5G

O governo federal, através do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações abriu na última terça (02), um canal oficial para ouvir a população sobre sugestões para a utilização e implementação do 5G no país. O site pode ser acessado pelo no final do texto, e as respostas podem ser enviadas até o dia 31 de julho.

Segundo o  MCTIC, a participação do público vai permitir ao governo ter uma visão da situação da infraestrutura no país, das necessidades do consumidor e dos desafios para a chegada dessa nova tecnologia.

link para a consulta pública: clique aqui

FONTE: SITE – tecmundo.com.br.

Como o 5G pode mudar nossa experiência na internet

A tecnologia 5G apresentada esse ano e já em ação em alguns países chegou prometendo uma mudança na forma que utilizamos a internet, aqui vamos falar sobre as principais mudanças que essa nova velocidade oferece e que pode nos proporcionar uma nova experiência na internet.

A primeira e mais notável mudança está na velocidade. A conexão 5G em pleno funcionamento pode nos oferecer uma velocidade de 20 gigabyte por segundo, superando a geração passada onde a velocidade é de 1 gigabyte por segundo. Com ela será possível baixar um filme para assistir off-line em até 3,7 segundos, no 4G o download levaria cerca de 2 minutos.

Outro ponto positivo para a nova conexão é quando falamos na vida útil dos smartphones, a expectativa é que a partir da segunda e terceira geração dos aparelhos compatíveis com 5G tenha sua vida prolongada e vai trazer ao mercado celulares mais finos e leves.

Por último, a nova tecnologia vai trazer ao consumidor uma cobertura maior, isso por que a infraestrutura 5G por ter uma potência maior permite que mais aparelhos estejam conectados ao mesmo tempo. Chega de ter dificuldade de acesso quando for a um show ou estiver em um lugar com uma grande concentração de pessoas utilizando a rede de internet móvel todos juntos.

 

FONTE: SITE – bbc.com

O que é a LGPD?

Com a aprovação da Lei Geral de Proteção de Dados pelo Senado na última quarta-feira (29), podem surgir muitas dúvidas sobre o assunto, reunimos algumas explicações que podem ajudar a entender melhor essa nova regra e o que ela muda no relacionamento entre empresa e usuário.

Como vai funcionar a LGPD: A nova Lei determina que os dados pessoais – informações relacionadas à pessoa, como nome, idade, estado civil e documentos – só podem ser coletados com o consentimento do usuário. A lei vem para garantir a privacidade do usuário, obrigando a empresa a informar com qual finalidade aquelas informações serão usadas, armazenadas e compartilhadas.

Quem vai fiscalizar a Lei: Após a aprovação do Senado e a sanção do presidente Jair Bolsonaro será criado a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD). O órgão será responsável por zelar e fiscalizar o cumprimento da LGPD, além de aplicar punições às empresas, públicas ou privadas que descumprirem a exigência.

Qual punição para quem não cumprir a LGPD: A empresa que descumprir a LGPD a partir do ano que vem pode receber entre outras penalidades, uma multa de até 2% do seu faturamento.

Cuidados para as empresas: A empresas a partir de agora terão que se enquadrar, implementando uma nova estrutura e política interna com a presença do controlador, do operador e do encarregado, em seu quadro de funcionários, essas posições serão as responsáveis pelo tratamento de dados.

FONTE: SITE – estadao.com

 

A chegada do 5G

Nos últimos dias noticias sobre a nova conexão 5G tem sido o grande centro das atenções, e pensado nisso Cristiano Amon, responsável por falar sobre a nova tecnologia em todo mundo fará uma palestra para falar sobre como a conexão irá impactar a economia brasileira. A tecnologia deve ter suas frequências licitadas em leilão do governo brasileiro já no ano que vem.

Perguntado, o executivo afirmou que, o 5G vai acelerar a transformação digital das empresas, e tornará a economia brasileira mais dinâmica e com nível de competitividade global.  Cristiano ainda fala que a nova velocidade atende a necessidade de vários outros setores da indústria.

 

FONTE: SITE – correiobrasiliense.com.br.